quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Piso intertravado - Paver


   Pavers são blocos pré-fabricados feitos de concreto e são utilizados para fazer pisos intertravados, seu uso é muito comum em países de primeiro mundo, o uso no Brasil vem crescendo bastante, podemos ver facilmente em praças, passeios, ruas, estacionamentos, pátios e até em portos. Seu uso é bem vantajoso, pois facilita futuras manutenções, pois como ele é encaixado é só retirar os blocos, realizar o serviço e voltar os blocos para o lugar, o piso também permite uma alta permeabilidade.
   O paver é bastante resistente não sofre desgastes com intempéries, seu assentamento é bem fácil apenas devemos tomar cuidado com o preparo da base e saber qual vai ser o tráfego em cima do piso.


Calçada feita pela Florida Paver de Goiânia
Calçada feita pela Florida Paver de Goiânia


 Tráfego 

  • Leve podemos preparar o piso com uma camada de mais ou menos 15cm de pó de brita e depois compactá lo usando um compactador de placa.
Compactadora de placa.
Compactadora de placa.

Após este processo podemos ir montando os pavers temos vários modelos de encaixe vamos ver alguns modelos abaixo:

Modelos de pavers.
Modelos de pavers.

Para o tráfego leve devemos escolher um paver com 4cm, lembrando que o tráfego leve não se encaixa a garagens nem ruas, como exemplo podemos citar passeios, e calçadas para pedestre ou com trafego ocasional de veículos leves.

  • Moderado para o piso moderado se o terreno estiver devidamente compactado podemos usar uma camada de pó de brita de mais ou menos 15cm e piso e o paver de 6cm.
  • Pesado devemos preparar o tereno com uma camada de brita grossa de 15 a 20cm depois vir com uma camada de pó de brita com mais ou menos 15cm depois de tudo bem compactado uma camada por vez, devemos usar o paver de 8cm. ou 12cm dependendo da necessidade. 
Paver de 4cm, 6cm e 8cm
Paver de 4cm, 6cm e 8cm

 Vantagens 

 Além de não gerar poças d água, nem limo por ser um Piso que tem uma permeabilidade de até 30% da água.

  • Permeabilidade e conforto térmico: harmonia com o meio-ambiente. 
  • Utilização imediata: liberação para o tráfego logo após sua aplicação. 
  • Facilidade de manutenção: as peças podem ser removidas e reutilizadas. 
  • Segurança: a superfície do paver é antiderrapante. 
  • Versatilidade arquitetônica: vários modelos, cores e combinações. 
  • Fácil assentamento: com equipamentos de pequeno porte ou até manual 
  • Durabilidade: altamente resistente ao clima e a agentes agressivos
   Faça Você Mesmo 


1. Preparação da base
O primeiro passo é preparar o terreno, analisar se o mesmo encontra-se bem compactado, senão torná-lo bem firme, dependendo do tráfego consultar um engenheiro ou empresa de paver. Verificar a presença de troncos e outros objetos que possam comprometer o sustentamento do piso, reforçar a sub-base.


2. Regularização e Compactação
Em seguida preparamos a camada com pó de brita ou areia para nivelar o terreno e em seguida realizamos a compactação da base, utilizaremos a placa compactadora ou o rolo vibratório dependendo do tamanho da área. 

3. Preparando para o pó-de-brita
Após compactada e regularizada a base, é hora de colocar o pó-de-brita ou areia para assentamento. Recomenda-se uma espessura de 5 a 15 cm de material e o melhor método para que se obtenha uma camada uniforme, é adquirir dois tubos de material resistente com o diâmetro de 3 a 5 cm, para utilizar como guias na hora de reguar.

4. Colocação
Após a preparação do sub-nível e hora de colocar os pavers podemos escolher entre as diversas formas de travamento, entre eles temos o forma de escada, ponta de lança, espinha de peixe, lado a lado enfim é só usar a criatividade.

5. Assentamento
Começamos então o assentamento das peças. Como no caso ilustrado temos um passeio com menos de 3 metros de largura, é possível tirar o esquadro entre as paredes e o meio-fio e colocar o meio-fio perfeitamente paralelo à parede existente. Por se tratar de uma área pequena, um assentador com experiência consegue alinhar o paver perfeitamente apenas utilizando como referência a linha da parede e a linha do meio-fio. Para áreas maiores, é imprescindível o uso de linhas a cada 2 metros, tanto no sentido transversal quanto longitudinal do paver para que não se perca o alinhamento das peças.

4. Recortes
Para realizar os recortes podemos utilizar uma serra mármore para cortar os blocos de paver para realizar os encaixes, para áreas maiores temos máquinas a gasolina de tamanho maior que facilitam o serviço. 

5. Rejuntamento
Depois do piso todo pronto devemos fazer o rejuntamento com pó de brita coado ou areia fina, devemos jogar a areia ou o pó sobre o piso espalhar com uma vassoura para que ele penetre bem nas fissuras, deixar a areia ou o pó por uma semana em cima da superfície para que ele penetre bem na superfície.

6. CompactaçãoDepois de rejuntado devemos passar a placa vibratória em cima da superfície para realizar o travamento final.
Piso intertravado paver
Piso intertravado pronto (paver)

Clique aqui para imprimir o artigo
Reações:

12 comentários:

  1. Ola!1 Td bem??
    estava passenado pelo blog da Reforma da Lilly, quando vi o seu e resolvi olhar. Como me interesso por reforma , pois estamos sempre querendo mudar alguma coisa, hehehehe. Vi o seu post e ja me deu uma ideia, pois tenho 60 m2 de grama no meu quintal e mais uns 40 m2 de cimento grosso que ainda não sei o que colocar e vendo o seu quintal achei muito bonito. Vou pesquisar aui em Bh se temos este piso, creio que sim. Parabéns pelo blog. abraços. Cristina.

    ResponderExcluir
  2. Bom Dia!!!

    Estou em uma situação bastante dificil, tenho minha casa em um condominio e minha casa e de esquina, entao fizemos a vazão da calha para fora do muro onde esta sendo colocado paver, e a sindica me informou que nao pode cair agua em cima da calçada senão o paver ira trabalhar muito isto é verdade?

    Aguardo uma resposta...

    Obrigada

    Eli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se houver queda direta da calha em cima do paver, ele vai estragar, o pó de brita que fica embaixo dele vai se movimentar causando irregularidade se for muita água formara um enorme buraco, não é recomendado que a água caia em cima dele; da mesma forma o mesmo não pode ser lavado com máquinas de pressão ou esguicho forte da mangueira.

      Excluir
    2. em uma situacao semelhante a essa, como água, neste trecho nos fizemos o paver com argamassa por baixo, ao inves do padrao com areia. assim nao teve o problema de a agua levar a areia. fica a dica...

      Excluir
  3. obrigado por você estar divulgando uma foto de serviço execultado por mim

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. No meu condomínio utilizamos este tipo de piso mas mesmo assim se formam vários bolsões de água quando chove! O que pode ser feito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola amigo pode ser refeito a queda do piso se tiver um local para a água escoar, senão pode-se instalar tubulações com grelhas para ajudar a água escoar.

      Excluir
    2. se tem poças em paver, é pq tem argila ao invés de areia. tem que tirar o trecho que ocorre as poças, cavar mais fundo e colocar brita, po de pedra e ai sim areia. dai recolocar o paver.

      Excluir
  6. Tenho um quintal com uma área de paver muito antiga, ele está muito sujo. Como posso fazer para revitalizá-lo? pintura? qual a melhor tinta? ou tem outra opção?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola o meu já está todo sujo também vou ter que limpa-lo, vou usar a máquina de preção mas com o bico aberto senão você arranca o pó de brita do rejunte deles.

      Excluir
    2. um borrifador com agua sanitaria resolve!!

      Excluir

Muito obrigado pelo seu comentário e pela sua visita!

Grande Abraço

Pin It button on image hover